segunda-feira, 9 de agosto de 2010

A Escola que não veio

O município de Icapuí acaba de perder, por incompetência, maldade e/ou despreparo dos atuais gestores, uma Escola Estadual de Ensino Profissionalizante (EEEP) liberada pelo Governo Estadual para o nosso município, o governo “O povo construindo novo” de forma vergonhosa deixou o município sem uma obra tão importante para o futuro do nosso município e da nossa juventude; logo este governo que prometia aos quatros ventos nos comícios obras que iriam permitir a inclusão dos jovens no mercado de trabalho, afirmando inclusive que iria criar a Secretaria da Juventude, a qual nunca saiu da falácia.

O Prefeito usou como prerrogativa para tal ato insano interferir no projeto que já estava todo encaminhado pelo governo estadual, (inclusive com a desapropriação do terreno na serra de Icapuí) desapropriando como contrapartida da prefeitura um terreno que já tinha sido desapropriado para a construção do pólo de lazer em 2006, o que de fato o governo municipal queria era uma “queima de arquivo”, ou seja, no tal Pólo de Lazer foram gasto aproximadamente R$ 170.000,00 (Cento e setenta mil reais) em material como vasos sanitários, cerâmica, rejunto, instalações hidráulicas, placas e etc., mas na verdade nada foi construído no local a não ser algumas pedras de calçamento que já foram quase todas carregada para outros locais pelo próprio poder público do município e uma meia dúzia de tijolos que estão sujeito as intempéries do tempo no local.

O mais emblemático disso tudo é que no momento em que o governo Cid Gomes anunciou a liberação da construção da Escola Profissionalizante para Icapuí, o governo municipal fez questão de através do seu Líder na Câmara o Vereador Lacerda Filho de dizer quem tinha “conseguido” a escola para o nosso município, mas agora que estes de forma irresponsável e perversa inviabilizaram a construção da mesma, não aparece ninguém para dizer para o povo qual foi o motivo da interferência do governo municipal nesse processo já que este estava todo encaminhado, o que se percebe é que a ação do governo municipal tinha como objetivo encobrir a bandalheira dos gastos do pólo de lazer, ou seria falta de habilidade política, maldade, ou burrice mesmo deste governo que nestes 6 anos de gestão tem negado a população serviços básicos como saúde, educação e assistência social de qualidade, e como disse o próprio governador a escola é necessidade e direito do povo de Icapuí.

2 comentários:

Juarez Teixeira disse...

Vejam vocês, todos sabem que a obra da Delegacia de Policia executada aqui pelo governo do Estado do Ceará esta sendo construída em local desapropriado. Na época a câmara fez fortes críticas por ela está vizinha a creche, inclusive a vereadora Érika-PRB sugeriu que ao invés de fazer a Delegacia nesse local fosse ampliado a Creche, porém, vejam só: não precisou que o terreno fosse doado pela Câmara. No terreno do “Pólo de Lazer”, já foi empenhado e gasto quase R$180.000,00, em quê? E olha que a Prefeitura nem pagou ainda o terreno todo a seu Batista, a Câmara pediu que a prefeitura encontrasse um terreno apropriado. O líder do Governo retirou o Projeto de Doação.

A BASE DE FÍSICA disse...

QUE PENA; DEPOIS DE TANTA LUTA DO DEPUTADO FEDERAL DE ICAPUI JOSE AIRTON PARA TRAZER ESSA IMPORTANTE OBRA PARA A JUVENTUDE DA NOSSA CIDADE. NÃO PODEMOS FICAR PARADOS, PRINCIPALMENTE OS JOVENS........

CLERISTON